sábado, 20 de fevereiro de 2010

O CARPINTEIRO DO FOGO

Amigo
Girvani Poeta...
Seu soneto está postado.
Forte abraço!


____________________________




O Carpinteiro do Fogo


Vou talhando a linha do teu ventre
Como quem burila uma fausta chama.
Tenho nos olhos teu fogo e entre
Os lábios as fagulhas dessa flama.
Vou moldando o calor dos teus suspiros
Como quem talha sua gêmea forma,
A queimar-me no ardor do teu gemido
Diante da musa que se transforma:

Fogo-fátuo, fogo-selvagem, fogacho...
E o talha-frio esculpe o calor
do teu sorriso que se acende em facho.

E cada vez torno-me mais inteiro:
sangue em brasa, pele e alma em flor
N´arte ardorosa de um carpinteiro.






Quer comprar na Internet com segurança? Instale grátis o Internet Explorer 8.

POETAS DO ACAMPAMENTO DA POESIA DE ENTRE-IJUÍS

PARQUE DAS FONTES - ENTRE-IJUÍS - MISSÕES - RS

Lançamento do Livro Afluências 8 dos Poetas do Acampamento da Poesia por SolBatt