segunda-feira, 9 de novembro de 2009

O PIQUENIQUE DO CUSCO - OTÁVIO REICHERT






Mensagem original
De: otavio.reichert < otavio.reichert@bol.com.br >
Enviada: 09/11/2009 21:05




O piquenique do cusco
Soltei o cachorro peca
para ter mais liberdade
pois quem mora na cidade
tem espaço bem menor.
Correndo no campo aberto
Foi soltando seu instinto
Fuçou toca e labirinto
Cheirou tudo a seu redor.
Já foi fazendo xixi
Pra demaracar território
vou fazer o relatório
de outras coisas que fez.
Fugindo de quero-queros
Perseguiu duas preás
latiu contra sabiás
levou chifrada da rês.
Quando é verão na campanha
o lagarto sai da toca
parece até que provoca
pra fazer um corrida.
Na direção das pedreiras
o bicho entrou num buraco
do rabo perdeu um naco
onde o cão deu a mordida.
De branco ficou vermelho
bem antes de vir-se embora
de saudade hoje chora
ao lembrar do piquenique.
Veio junto um carrapato
grudado no seu pescoço
e da mata trouxe um osso
com o qual brinca... nos chiliques.
Otavio Reichert

POETAS DO ACAMPAMENTO DA POESIA DE ENTRE-IJUÍS

PARQUE DAS FONTES - ENTRE-IJUÍS - MISSÕES - RS

Lançamento do Livro Afluências 8 dos Poetas do Acampamento da Poesia por SolBatt