quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Poema e saudades-Abraços e bênçãos a todos os irmãos na poesia!

Campos

Ó campos que cobrem a terra,

As vozes dos pássaros te saúdam.

As deusas que cantam em todas as belezas,

Também cantam em ti,

E seus delicados pés desnudos bebem do teu orvalho.

Na dança das estações,

Enquanto a flor descansa nas profundezas do solo,

A primavera aguarda sutil e mansa,

A hora do despertar.

Nas estranhas da terra morena e linda

Que vive a suspirar,

O poder da vida pulsa.

A primavera acorda, e é por ti, bem-vinda.

Quando o céu chora sobre tua superfície,

As flores brotam ternamente abraçadas.

Traze à luz, o bálsamo de tuas ervas sagradas,

Alimentas as criaturas que a ti acorrem,

Acolhes a correria lépida das lebres,

Escondes insetos que sobre teus cabelos verdes

Ora repousam, ora brincam e correm.

E as borboletas,

Na euforia que lhes traz a aurora,

Pincelam o pólen de flor em flor,

Como quem verseja numa página branca

A mais pura e sincera declaração de amor.

No verão abrasador,

Descem sobre ti os beijos do sol,

Mas o vento, sensível à tua ânsia febril,

Abre as asas em teu socorro.

E quando tua face enegrece,

A lua desce,

Colocando em traços vivos

Os vultos e as sombras peregrinas

Dos espíritos das gerações que te plantaram.

Há marcas de mãos,

Que escavaram chãos,

E que derramaram minúsculas sementes.

Ó campo, que a tantos encanta,

O poeta a ti confia seus íntimos segredos,

E seus sonhos ledos,

Criando metáforas que em versos canta.

E vê em teus olhos verdes, ó campina,

O mesmo olhar daquela menina,

Que lhe plantou na alma uma secreta dor.

E tu, abençoado campo da minha terra,

Que dos corações, ouve o clamor,

Oferece o veludo de teu leito

Para quem precisa aliviar o peito

Irrigando-te com lágrimas de amor!

(Lúcia Barcelos)

POETAS DO ACAMPAMENTO DA POESIA DE ENTRE-IJUÍS

PARQUE DAS FONTES - ENTRE-IJUÍS - MISSÕES - RS

Lançamento do Livro Afluências 8 dos Poetas do Acampamento da Poesia por SolBatt